James Michael Tyler, o Gunther de “Friends”, morre aos 59 anos

James Michael Tyler, o Gunther de “Friends”, morre aos 59 anos

Uma notícia triste para os fãs da comédia “Friends” chegou neste domingo. O amado ator James Michael Tyler, conhecido pelo seu icônico personagem Gunther, faleceu em decorrência de câncer de próstata. O ator tinha 59 anos.

Segundo comunicado do agente do ator, ele morreu pacificamente em sua casa em Los Angeles. Tyler foi diagnosticado com um câncer de próstata em estágio avançado em setembro de 2018. O ator compartilhou sua história mais cedo neste ano e também participou de campanhas para o exame.

Nesta segunda-feira, os membros do elenco de “Friends”, a Warner Bros, a produção do show e muitos artistas prestaram suas condolências ao ator.

James Michael Tyler ficou mais conhecido como o Gunther, um funcionário da cafeteria Central Perk que sempre guardou um amor não correspondido pela personagem Rachel (Jennifer Aniston) na popular série “Friends”, da NBC. Considerado por muitos como o sétimo membro, o ator era presença recorrente, mesmo iniciando como um personagem no fundo das interações dos personagens principais, tendo aparecido pela primeira vez no segundo episódio da série e retornando como convidado por toda a série de 10 anos.

Ele foi o personagem convidado que mais apareceu na série. James Michael Tyler também fez uma aparição por videoconferência no especial “Friends: The Reunion” da HBO Max, que foi lançado no começo do ano. Ele não gravou no mesmo local que o elenco por conta da saúde, já debilitada e comentou sobre sua participação online na época:

Eu quis fazer parte disso, e inicialmente eu iria ao estúdio, ao menos, com eles, e estar apto a participar de todas as festividades. Foi agridoce, honestamente. Eu fiquei muito feliz de ser incluído. Foi minha decisão não fazer parte fisicamente e fiz a aparição no Zoom basicamente, porque eu não queria trazer pra baixo, sabe? Eu não queria que fosse ‘Oh, aliás, Gunther tem câncer’.

Além de “Friends”, o ator possui participações desde 1992, incluindo séries como “Sabrina the Teenage Witch”, “Scrubs” e “Modern Music”. Enquanto estava em tratamento, ele continuou a atuar, estrelando dois curtas (“The Gesture and the Word” e “Processing”), o que rendeu diversos prêmios de melhor ator em festivais domésticos e internacionais.

Sigam-me os bons: