HBO Max e Discovery+ serão um único serviço no futuro

HBO Max e Discovery+ serão um único serviço no futuro

Muito se comenta nas redes sociais sobre como ficarão os serviços de streaming da Warner e Discovery após as últimas etapas da fusão das empresas forem concluídas. Já possuindo aprovação dos órgãos regulatórios de diversos países (inclusive o Brasil), a pergunta que fica mais evidente no momento é sobre o que a nova empresa, a Warner Bros. Discovery, vai fazer com seus dois serviços de streaming, a HBO Max e Discovery Plus?

Pois bem, a Discovery que está prestes a se tornar Warner Bros. Discovery no próximo mês, quando a fusão com a WarnerMedia for concluída, confirmou os planos de combinar as duas plataformas de streaming em apenas um serviço, evitando oferecer duas plataformas diferentes. A estratégia da empresa faz mais sentido aqui no Brasil, onde vimos a Disney separar seus conteúdos “familiares” na Disney Plus dos conteúdos mais adultos na Star Plus, ao invés de colocar este último como um hub dentro da plataforma do Mickey Mouse.

O diretor financeiro da Discovery, Gunnar Wiedenfels, que também atuará como CFO da nova Warner Bros. Discovery, disse na segunda-feira durante evento do Deutsche Bank que a Discovery já iniciou o planejamento de combinação dos dois serviços de streaming, marcando-se também a primeira vez que a companhia comenta sua estratégia para a Discovery Plus e HBO Max após o anúncio da fusão. Ao fazer a declaração, Wiedenfels também acaba com as especulações sobre os serviços serem mantidos como plataformas separadas.

Mas antes dos serviços serem combinados, Wiedenfels diz que o primeiro passo durante a integração será uma forma de agrupamento, enquanto a nova empresa descobre a melhor maneira de mesclar as duas plataformas:

Um dos itens mais importantes aqui é que acreditamos em um produto combinado em oposição a um pacote… Acreditamos que a amplitude e a profundidade dessa oferta de conteúdo será uma proposta de valor fenomenal para o consumidor. A questão é, para chegar a esse ponto e fazê-lo de uma maneira que seja realmente uma ótima experiência de usuário para nossos assinantes, isso levará algum tempo. Novamente, isso não vai acontecer em semanas – espero que não em anos, mas em vários meses – e vamos começar a trabalhar em uma solução provisória nesse meio tempo. Então, desde o início, estamos trabalhando para preparar a abordagem de empacotamento, talvez um single sign-on, talvez a ingestão de conteúdo em outro produto etc., para que possamos começar a obter alguns benefícios desde o início. Mas o principal objetivo será harmonizar a plataforma tecnológica. Construir um produto e plataforma combinados muito, muito fortes, direto ao consumidor, vai demorar um pouco.

O “single sing-on” mencionado acima é parecido com o que podemos ver no Amazon Prime Video, onde podemos ter acesso aos “Prime Channels” que, na realidade, são uma espécie de hub pago dentro da plataforma da Amazon onde o assinante pode comprar o acesso a outros serviços de streaming sem precisar baixar um novo aplicativo.

Nos EUA, a Discovery Plus atualmente custa US$ 4,99 por mês com propagandas ou US$ 6,99 sem as propagandas e representa a maior parte do subtotal de streaming da Discovery, onde a empresa informa ter 22 milhões de clientes em todo o mundo no final de 2021. Para a HBO Max e HBO, o ano passado terminou com um total combinado de 73,8 milhões de assinantes no mundo todo. O serviço HBO Max custa US$ 9,99 por mês com anúncios e US$ 14,99 sem anúncios nos Estados Unidos.

De acordo com Wiedefels, o acordo de 43 bilhões de dólares entre a Discovery e WarnerMedia tem previsão de ser finalizado no segundo trimestre, após a aprovação dos acionistas da Discovery na última sexta-feira. Segundo informações de insiders à revista Variety, a data específica planejada pela empresa é entre 11 e 28 de abril. Wiedefelds acrescenta que, com a combinação de HBO Max e Discovery Plus, acha que haverá “uma sinergia de marketing muito boa logo de cara” para a Discovery e a WarnerMedia:

A combinação não poderia fazer mais sentido do que o que estamos fazendo aqui. Temos o HBO Max, com um posicionamento mais premium e masculino, e você tem o posicionamento feminino no lado do Discovery. Você tem o envolvimento diário que as pessoas gostam com o conteúdo do Discovery versus a natureza orientada a eventos do conteúdo do HBO Max. Juntando isso, não tenho dúvidas de que estaremos criando um dos produtos mais completos, de quatro quadrantes, de velho-jovem-feminino que existe. E estou muito animado com isso. Mal posso esperar para ver as primeiras métricas combinadas diretas ao consumidor porque, em teoria, o poder de aquisição da HBO Max, combinado com o poder de retenção do conteúdo do Discovery, acho que resultará em um produto direto-ao-consumidor de explosão e isso certamente deve impulsionar um crescimento de receita muito saudável nos próximos anos.

Sigam-me os bons: