Disney+ anuncia série animada “X-Men 97” e mais

Disney+ anuncia série animada “X-Men 97” e mais

O Disney Plus Day rendeu bastante conteúdo e novidades para a plataforma de streaming. Além de confirmar a série “Agatha: House of Harkness“, o serviço também divulgou que os X-Men vão voltar – só não em live-action.

A Marvel Studios informou que está expandindo a categoria de séries animadas para o Disney Plus com três novas produções: “X-Men ’97”, “Spider-Man: Freshman Year” e “Marvel Zombies”.

Após a Disney comprar a 20th Century Fox em 2019, e a franquia de filmes dos “X-Men” chegou em seu colo com a estreia fraca de “X-Men: Fênix Negra” e “Os Novos Mutantes”, muitos fãs e observadores da mídia esperaram que a Marvel Studios fizesse um reboot de “X-Men” e reintegrasse os personagens no Universo Cinematográfico da Marvel.

Ao invés disso, em sua primeira movimentação oficial com os mutantes, a companhia reviverá a própria história de origem do grupo. “X-Men ’97” será uma continuação direta da série animada dos “X-Men” dos anos 1990, que foi ao ar na Fox americana entre 1992 e 1997. O show, que estreou no horário nobre antes de migrar para as manhãs de sábado, foi uma grande sensação na época, levando o estúdio 20th Century Fox a iniciar a produção do filme live-action do grupo mutante. Um dos produtores do filme de 2000 era simplesmente o atual chefe da Marvel Studios, Kevin Feige.

Beau DeMayo, que escreveu “Nightmare of the Wolf”, o spin-off animado de “The Witcher” para a Netflix, será o roteirista chefe de “X-Men ’97”. A nova série animada está prevista para estrear em 2023.

No entanto, “Spider-Man: Freshman Year” (Homem-Aranha: Ano de Calouro, numa tradução literal) será vinculado ao MCU enquanto ainda evoca a história profunda da Marvel, com uma abordagem estética que, de acordo com um comunicado de imprensa, “celebra as primeiras raízes dos quadrinhos do personagem”. A série animada seguirá Peter Parker em sua jornada para se tornar o Homem-Aranha dentro do UCM, sugerindo que o show pode dramatizar a história de origem deste Peter – algo que os filmes live-action com Tom Holland ignoraram completamente.

Jeff Trammel, roteirista e ator da série “Craig of the Creek” do Cartoon Network, é o roteirista principal de “Spider-Man: Freshman Year”.

Em relação a “Marvel Zombies”, a produção também se conecta aos quadrinhos da Marvel, especificamente na série limitada escrita por Robert Kirkman com arte de Sean Phillips que foi lançada no final de 2005, na qual praticamente todos os Vingadores se tornam zumbis. Tal série de quadrinhas foi ligeiramente adaptada em episódio da primeira temporada de “What If…?”, que inaugurou as produções animadas da Marvel Studios no Disney Plus.

A premissa do universo alternativo do episódio apresentado em “What If…?” envolve um vírus presente no mundo quântico que infecta rapidamente a maioria dos Vingadores e causa um apocalipse zumbi, e conclui com o Homem-Aranha, T’Challa (dublado na versão original pelo falecido Chadwick Boseman) e a cabeça artificialmente preservada de Scott Lang/Homem Formiga viajando para Wakanda com a joia da Mente para criar a cura para o vírus – onde o zumbi Thanos os espera com a Manopla do Infinito.

Não está claro se “Marvel Zombies” será um spin-off do episódio zumbi de “What If…?” ou se será uma produção própria, mas o diretor de “What If…?”, Bryan Andrews também foi escalado para dirigir esta nova série, com Zeb Wells (“Robot Chicken”) atuando como roteirista chefe.

As três novas séries animadas, junto com a segunda temporada de “What If…?” e “I Am Groot” (spin-off de “Guardiões da Galáxia”), marcam a primeira onda de show animados da Marvel Studios. Em agosto, o produtor executivo de “What If…?”, Brad Winderbaum, contou que múltiplas séries animadas para o Disney Plus estavam em várias fases de desenvolvimento.

Sigam-me os bons: