“Alerta Vermelho” deverá ganhar sequências

“Alerta Vermelho” deverá ganhar sequências

Quando um elenco composto por Gal Gadot (“Mulher Maravilha”), Dwayne “The Rock” Johnson (“Jumanji”) e Ryan Reynolds (“Deadpool”) foi anunciado pela Netflix, muito se falou que uma franquia com o trio seria algo impensável, considerando a agenda dos atores e o alto salário de cada um. Somando a isso, estava o fato de que a Universal deu uma grande vacilada ao recusar o orçamento para o roteiro de Rawson Marshall Thurber, que possuía três partes e a Netflix já fisgou o caro diretor e seu elenco. Agora, de acordo com o Deadline, o esforço parece ter rendido e a gigante do streaming está nos primeiros estágios da sequência – de duas – para “Alerta Vermelho”, com a esperança de iniciar a produção no começo de 2023, dependendo de acordos e as agendas dos protagonistas. Segundo fontes do portal, o diretor já começou a escrever a segunda parte.

Beau Flynn deverá retornar à produção através da Flynn Pictures Co, ao lado de Dwayne Johnson, Hiram Garcia e Dany Garcia pela Seven Bucks Productions. Rawson Marshall Thurber também irá produzir pela Bad Version Productions e Scott Sheldon será produtor executivo.

Como padrão, a Netflix não comentou sobre isso, mas as fontes do Deadline dizem que a streamer deverá trazer de volta o trio de estrelas, o que seria o óbvio, além de adicionar novos personagem para um novo filme de roubo, que deve ser uma lembrança à boa franquia de “Onze Homens e um Segredo”.

“Alerta Vermelho” esteve um grande pacote de vendas de títulos em 2018, com a Universal e a Legendary vencendo um leilão para um projeto que na época contava com Thurber e The Rock. Isso foi quando as produtoras se uniram à dupla em “Arranha-Céu: Coragem Sem Limite”. A Netflix ficou com o segundo lugar nessa licitação e intensificou seu desejo quando a Universal ficou com medo de um orçamento que supostamente poderia ser superior a 200 milhões de dólares, incluindo o salário dos protagonistas.

As filmagens consecutivas mostram uma grande confiança no roteiro, na propriedade intelectual e criatividade. Após Peter Jackson gravar boa parte dos três longas de “O Senhor dos Anéis” para a New Line, isso foi considerado um grande risco para uma propriedade ainda não comprovada e lançada, que acabou se tornando uma franquia bilionária vencedora do Oscar de Melhor Filme. O esquema de filmagens consecutivas foram feitas em filmes como as sequências de “Avatar” de James Cameron, os sucessos de bilheteria da Marvel, “Vingadores: Guerra Infinita” e “Vingadores: Ultimato”, “Jogos Vorazes” e “Piratas do Caribe”. Estas franquias curiosamente pertenciam aos grandes estúdios e, assim como o cinema, não seria uma grande surpresa isso migrar para o streaming, que já compra a maior parte dos grande pacotes de filmes.

“Alerta Vermelho” está disponível no catálogo da Netflix e é o filme mais assistido na história da plataforma, sendo que 328,8 milhões de horas do longa já tinham sido visualizadas até o começo de dezembro de 2021.

Sigam-me os bons: