Crítica: The Flash – 5×12 – Memorabilia

Crítica: The Flash – 5×12 – Memorabilia

“Memorabilia” chegou prometendo grandes emoções após Sherloque querer usar uma máquina de memória em Barry e Nora para ajudar a acessar as memórias de Grace. Nora entra em pânico com medo que seus pais descubram os segredos que ela esconde deles e decide, secretamente, usar a máquina em si mesma, o que acaba em desastre quando ela fica presa dentro da mente de Grace.

Caso você não tenha assistido ao 12º episódio da 5ª temporada de The Flash, sugiro abrir uma brecha e não seguir daqui em diante, pois spoilers serão contados.

Como eu imaginava – e esperava muito -, o novo episódio deste ano da série do Velocista Escarlate tinha tudo para ser melhor que as últimas duas semanas. Embora não tenha entregue tudo que prometeu ou que tenha ficado um pouco abaixo de tudo que os fãs aguardavam, a história foi bem contada, embora use mais ficção científica do que a série já estava habituada. Mas as referências ao procedimento já feito com DeVoe no final do quarto ano coloca nossos pés no chão quanto a isso.

“Memorabilia” nos lançou para a mente de Grace, mas também para a de Nora, além de seus perigos e mecanismos de defesa. O procedimento usado por Sherloque Wells e Watsum (ah vá) em outras Terras (Terra-221? Ok, vamos continuar) é transportado para o Star Labs, onde o maior detetive do multiverso planeja utilizar para ajudar numa possível cura de Grace, para que Cicada pudesse, mesmo que com uma chance remota, ser influenciado positivamente a não ser mais o bandidão da temporada.

Como já sabemos bem, um episódio 12, literalmente no meio da temporada, não teria o desfecho do embate contra o grande vilão. E de fato não ocorreu. Também não tivemos grandes avanços em algumas frentes. Por mais que tenha deixado mais evidente a situação atual de Grace em seu coma, os segredos de Nora permaneceram escondidos, mesmo que Sherloque já tenha percebido muita coisa.

Toda a primeira parte do episódio teve um foco maior nesse segredo de Nora e na tentativa da velocista em escondê-lo, fazendo com que ela entre na mente de Grace por conta própria e sozinha, para tentar resolver o problema sem precisar de um ou os dois de seus pais tenham acesso às suas memórias. Porém, como era de se esperar, a velocista fica presa na mente da sobrinha de Cicada e seus pais precisam ir salvá-la. Não bastasse isso, eles ficam presos na mente de sua filha.

Aí que entramos na parte da ficção científica e, principalmente, às referências. Precisamos nos concentrar para entender um pouco as linhas de tempo criadas nesses momentos, com o Star Labs com apenas Caitlin e Sherloque tentando ajudar Barry e Iris, que estão presos na mente de Nora, que está presa na mente de Grace, enquanto Ralph arrasta Cisco para uma pista – furada – do Cicada.

Enquanto Nora está em uma mente perigosa, com os tons de imagem bem escuros, Barry está se divertindo com sua primeira visualização do Museu Flash, brincando com seus bonecos, celulares do Flash e tudo mais. Nada mais específico sobre o tal segredo de Nora é revelado a seus pais. Mesmo assim, os fãs dos quadrinhos puderam ter um momento de deleite: Apenas o quadrinho original da primeira aparição do Cicada, com o selo da DC está presente no Museu:

Além disso, na Galeria de Vilões podemos ver, junto com os trajes do Flash Reverso e estandes d’O Pensador (DeVoe) e Amunet Black, há também um para o Dr. Light, correspondente a Arthur Light, vilão cientista que matou seu colega de pesquisas para apoderar-se do traje que usa. Um futuro vilão para uma temporada mais para frente? Outro vilão é mencionado em um vídeo do Capitão Singh sobre Cicada, dizendo que o mesmo já matou 152 pessoas e ainda não parou de matar, sendo responsável por mais mortes que o Zoom e o Morte Vermelha.

Nos quadrinhos, o Morte Vermelha é uma das versões sombrias do Batman, de um mundo onde Bruce Wayne não é rápido o suficiente e não consegue salvar Gotham. Alguma semelhança com o Arrowverso atual onde o Cavaleiro das Trevas está desaparecido há três anos? O vilão é uma mistura desse Batman sombrio com um Flash. Neste universo dos quadrinhos, Bruce perde não só os pais, mas também Dick Grayson, Jason Todd, Tim Drake e até Damian Wayne e procura o Flash para conseguir o poder da velocidade e acaba por se fundir a ele. Resta saber se esse easter egg foi colocado para um futuro vilão da série do Velocista Escarlate, ou da própria Batwoman, ou ainda como parte do enredo do próximo crossover ou até mesmo da Crise mencionada no jornal do futuro.

Jornal esse que foi finalmente criado por Iris West-Allen, após a esposa de Barry achar que a criação do Central City Citizen seja um dos primeiros indícios de que o futuro não conseguirá ser alterado e seu amado vai sumir numa crise em breve.

Voltando às questões do episódio, temos uma história que não passa muito corrida, com seu tempo certo de tela para os devidos personagens, mesmo que a presença de Cisco e Ralph seja apenas para incluir uma nova crush para o sr. Ramon e mencionar vagamente a cura meta que Barry planeja usar no Cicada.

Como eu falei lá no começo, “Memorabilia” é bom mas não entrega tudo o que prometeu. Fiquei com a sensação de que um algo a mais ficou faltando. Nora continua passando seus recados para Thawne no futuro e sabemos agora que ela pretende manter isso como um segredo, principalmente pelo fato que o Flash Reverso pode estar ajudando a deter o vilão da temporada. Você confia mesmo nisso? Sherloque não, eu não. Uma vez vilão, sempre vilão.

No geral, as atuações melhoraram e muito. O que não é difícil pelas sofríveis conversas e caretas que os personagens faziam no episódio anterior. Bem montado e contado, uma forte nota 7 é mais do que justa. O pouco a mais que ficou em falta talvez pudesse melhorar para um 8 ou 9, mas o importante é que, para um episódio alocado exatamente no meio da temporada, foi bem feito.

Já na próxima semana, “Goldfaced” mostrará Barry e Ralph disfarçados de criminosos no mercado negro para a compra de um dispositivo que pode ajudar o Time Flash a parar o vilão Cicada. Dentro deste mercado, a dupla é moralmente testado enquanto se infiltram neste mundo da criminalidade e você pode ver a promo abaixo:

Sigam-me os bons: