Matt Groening e Netflix enfim se conheceram. Shippando desde já.

Matt Groening e Netflix enfim se conheceram. Shippando desde já.

O bom de a gente viver num mundo em que existe Matt Groening e Netflix é que o criador de Os Simpons e Futurama pode ter uma ideia e ela ser executada, sem muitos problemas e todo aquele esquemão típico de um canal de TV normal precisa pra aprovar alguma coisa nova.

No máximo, o que aconteceu foi uma espera de um ano e meio para a confirmação (e início de produção sem que ficasse tão caro) de uma história que começou como uma “nova série animada” em Janeiro do ano passado e, agora, se torna Disenchantment, série de pelo menos 20 episódios cuja primeira temporada, com metade deles, estreia no ano que vem.

Disenchantment está sendo descrita como uma fantasia adulta sobre um DESMORONANTE reino medieval chamado Dreamland e, de acordo com o próprio Groening, “será sobre vida e morte, amor e sexo, e como continuar rindo num mundo cheio de sofrimento e idiotas, independentemente do que digam os anciãos, magos e outros imbecis”.

Em outras palavras, assim como Simpsons e Futurama, quaisquer semelhanças com a vida real não serão meras coincidências. 🙂

Sigam-me os bons: