Dica de Humor: Como melhorar seu humor

Dica de Humor: Como melhorar seu humor

O ano é 2018. As pessoas andam à procura de uma felicidade na hora, afogados em ansiedade e mergulhados no imediatismo. Por conta disso, a incessante busca por resultados acaba nos estressando, nos colocando em rota de colisão com amigos, parentes e até mesmo colegas de trabalho. O que fazer em relação a isso? É por esse motivo que o Tio Du está inaugurando a seção Dica de Humor.

Futuramente, a intenção é indicar alguns amigos que fazem stand-up comedy para vocês darem algumas risadas, mesmo que por alguns curtos minutos. Neste momento, o que quero passar é um exercício para que você esteja melhor preparado para entrar nessa jornada.

Mas Tio Du, como posso melhorar meu humor?

Isso não é uma coisa simples. Não basta o Tio citar Sidney Magal e dizer “Sorria, meu bem, sorria”, mas isso pode ser considerado um dos exercícios. Não deverá ser o único e nem tão fácil de ser o primeiro. Alguns outros podem começar antes, você escolhe.

  • Leve a vida pelo lado positivo e otimista

Claro que pessoas que ficam falando o tempo todo que tudo está bom enquanto as coisas pegam fogo podem nos estressar, mas para melhorar seu próprio humor, é uma ótima ideia você deixar de lado a negatividade. Você chegou até aqui, venceu suas lutas diárias até o momento e continuará na busca pela melhoria. Você acreditar que chegará lá de um modo otimista mudará bastante o jeito que você encara a vida.

  • Não deseje o mal. Deseje o bem

Esse é particularmente uma lição que eu mesmo aprendi. Por muitas vezes, eu cheguei a perder um trem por causa de várias pessoas andando devagar na minha frente e me peguei desejando o mal (muito mal) de todas essas pessoas. Depois de muitos desejos errados, eu percebi que: 1) Não adianta nada; 2) É errado; 3) Eu me estressava mais pensando nisso; 4) Nem tudo é culpa das pessoas – Não exatamente nessa ordem. Foi assim que eu comecei a pensar o contrário. Afinal, se eu saísse mais cedo de casa, não teria como eu chegar atrasado e me estressar por ficarem na minha frente.

Além do mais, quando você tenta entender as lutas das outras pessoas, vai ter um ótimo sentimento de compaixão e empatia e se sentira bem consigo mesmo.

  • Respire fundo – Tome um tempo para isso

Existem aplicativos na App Store ou Play Store específicos para ajudar nos exercícios para manter a calma. As situações acima (do trem, ônibus, etc.) podem ser resolvidas num simples controle respiratório. Se as coisas no trabalho estão sufocantes, peça um momento ou aproveite uma ida ao banheiro (que não esteja fedido, já que você vai respirar fundo, né?) e respire profunda e lentamente. Feche os olhos e relaxe. Poucos minutos já te farão voltar à calma.

  • “Sorria, meu bem, sorria”

Não coloquei esse ponto antes pela obviedade e também porque não é sempre que esse pode (ou conseguirá) ser o primeiro passo. Agora, a dica principal para conseguir isso é lembrar de momentos em que você estava puramente tranquilo e/ou feliz. Eu lembro sempre de estar boiando na água de uma praia, ouvindo apenas os barulhos da onda e respirando um ar mais limpo do que qualquer cidade grande.

  • Inspire as pessoas ao seu redor

Eu comecei a fazer isso no meu trabalho, em um período em que eu olhava ao meu redor e via as pessoas nervosas e pilhadas e pensei “Como faço para mudar isso?”. Um ambiente estressante provoca a mesma situação com a mais tranquila das pessoas, mas o efeito também pode ser reverso. Foi assim que eu comecei a reparar que alguns colegas ainda tinham uma fagulha de bom humor e comecei a usar isso para lembrá-los de sorrir. Imprimi algumas folhas com frases que eles costumavam falar e nem percebiam e comecei a colocar nas mesas deles sem falar nada, só para vê-los sorrir, por mais que fosse pra falar entre sorrisos “Mano, você é idiota”.

* Sempre bom lembrar também que existe algo chamado “bullying” e que algumas brincadeiras possuem um limite. Inspirar as pessoas ao seu redor não significa tirar sarro delas depreciativamente, mas sim ajudá-las a perceber que o sorriso ainda existe dentro de cada um e pode ser resgatado com uma conversa e/ou brincadeira amigável.

Uma das folhas que eu mostrava para os colegas era específica para quinta-feira com os dizeres “Amanhã é sexta-feira” e na própria sexta-feira, onde cheguei a colocar a música de abertura da Universal Pictures ao fundo e levantei a plaquinha “Hoje é sexta-feira

  • Fale seus sentimentos para as pessoas queridas

Se você é casado, namora, ou só tem contato com seus familiares, se recorde de dizer “eu te amo” a eles. Para algumas pessoas pode ser difícil. Eu mesmo possuo uma certa dificuldade em ficar afirmando isso, porém, quando você se conecta a essas pessoas e diz isso, você poderá exercer um impacto positivo nos outros também, além de mostrar sua confiança neles. Caso você não possua nenhum dos citados – ou queira também – pode ser feito isso com um animal de estimação ou até em um exercício próprio no espelho.

  • Faça uma playlist das suas músicas preferidas

Sempre temos músicas de cantores e bandas específicas que nos fazem relaxar ou pensar naquela amor correspondido ou uma paquera. Ouvir as suas músicas preferidas é simples e faz seu cérebro estimular a produção e liberação de dopamina.

  • Ria de você mesmo e comemore conquistas

Já pegou um erro seu que você pensou “Como que eu fui tão burro?”. Isso é comum, o que pode se tornar mais relaxante é não se levar tão a sério e zoar consigo mesmo, por que não? E é sobre você mesmo que outra dica importante é comemorar suas conquistas, mesmo que seja somente um projeto simples que foi te direcionado. A felicidade pode estar nessas pequenas coisas.

  • Faça listas, exercícios e metas

Fazer listas é algo bem relativo, mas para que você foque em um objetivo que te traga mais tranquilidade lá na frente, nada melhor do que estabelecer prioridades na sua vida, metas de onde quer chegar e como concluirá. Assim você conseguirá se organizar e pode sobrar tempo para alguns exercícios – onde poderá se trabalhar melhor a parte respiratória, sanguínea e você já usa o ponto da música junto.

  • Sono e alimentação são importantes

Quem nunca ficou extremamente p* da vida quando estava com fome? Ou quando não dormiu direito e teve que acordar cedo e ter que “encarar as pessoas”? As listas de prioridades podem incluir realizar seus projetos em tempo para que você consiga ter uma boa noite de sono e não sofra no outro dia com a preguiça e o nervoso. Isso acaba envolvendo a alimentação também, pois você não deve pular o café da manhã e realizar suas refeições corretamente, com tempo hábil para a digestão. Como já diria um comercial, “você não é você quando está com fome“.

 

Você tem mais alguma dica para melhorar o humor? Sabe de algum exemplo dos citados acima ou algum outro que faz você se sentir melhor? Conta para o Tio Du 😉